Sinistro: o que é e como se assegurar utilizando a apólice de seguro? Seguro sinistro: o que é e como se assegurar utilizando a apólice de seguro? - Blog Multirisco
segurosinistrooqueeecomoseassegurarutilizandoaapolicedeseguro

Seguro sinistro: o que é e como se assegurar utilizando a apólice de seguro?

Quem tem interesse em contratar algum tipo de plano de seguros, mas é leigo no assunto, pode ficar confuso com a quantidade de termos desse ramo e de certo grau de dificuldade para entendê-los. Para ser inserido nesse universo intrincado, a porta de entrada é conhecer dois elementos básicos que estão sempre presentes em qualquer contratação de plano. Estamos falando do sinistro e da apólice de seguros.

Lógico que essa área abrange uma vastidão de termos, não somente esses dois. Se você quer aprender mais sobre esses termos, consulte este vídeo. E para conhecer a definição de sinistro e apólice de seguros, continue lendo este artigo que preparamos para você!

O que é sinistro?

De forma simples, sinistros são eventos que causam danos, parciais ou irreversíveis, ao patrimônio de uma pessoa. Esses prejuízos causados por eles acarretam em perdas financeiras, fazendo a vítima perder grandes somas de investimentos.

Assim, quando alguém procura uma corretora ou seguradora para assinar um plano de seguros para proteger determinada posse, ele elenca todos os riscos que podem danificá-la e transfere a responsabilidade de assumir esses riscos à empresa de seguros. No contrato firmado, isto é, na apólice de seguros, ele estabelece esses sinistros e, caso venham a ocorrer, e se forem comprovados, a seguradora é obrigada a cobrir o incidente, pagando uma indenização ao cliente.

Por exemplo, uma pessoa que mora em uma cidade onde há muitos roubos de carros, compra um automóvel e, em seguida, assina um seguro. Fica estabelecido entre as partes, na apólice, o furto como um possível sinistro. Se o roubo do veículo acontece, a seguradora terá de entrar em ação para indenizar seu cliente.

O que é uma apólice de seguros?

A apólice de seguros é o documento em que o segurado transfere para a seguradora a responsabilidade sobre os riscos de danos ao patrimônio que ele quer proteger. Nesse contrato, são definidas as obrigações do segurado e da seguradora, as condições, as cláusulas gerais, especiais e particulares, além de consolidar as coberturas. Com relação aos tipos de cláusulas, elas são o seguinte:

  • cláusulas gerais — são as normas que estabelecem os direitos e deveres de todas as partes envolvidas, além dos bens cobertos pelo seguro;
  • cláusulas especiais — quando o cliente escolhe adicionar novas coberturas no momento de assinatura do contrato;
  • cláusulas particulares — nelas são colocados o tempo de vigência do contrato, as coberturas e indenizações, os benefícios, bem como as condições para o cancelamento do plano.

Já estou pronto para contratar um plano de seguros?

Uma apólice é um documento muito técnico e complexo que pode confundir quem não tem experiência no assunto. Por isso, ao escolher um plano, é preciso estar muito atento às cláusulas e condições do contrato para que, quando for necessário recorrer à seguradora, não saia prejudicado. Acontecem muitas situações de os sinistros não serem cobertos pela seguradora porque o segurado não colocou esses riscos no contrato.

Diante disso, se você não tem experiência na área, pode consultar uma corretora, que fará a mediação de negociação com uma seguradora. Além disso, consulte se essas empresas estão na lista do Susep para evitar empresas que não são confiáveis.

Se você tem alguma dúvida ou quer comentar qualquer coisa sobre o artigo, deixe o seu comentário!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.