Entenda como elaborar um modelo de proposta para licitação Entenda como elaborar um modelo de proposta para licitação
entendacomoelaborarummodelodepropostaparalicitacao

Entenda como elaborar um modelo de proposta para licitação

Para garantir uma atuação de sucesso no mercado das contratações entre empresas privadas e entidades públicas, é fundamental saber como elaborar um modelo de proposta para licitação. Porém, muitos empresários e colaboradores do negócio têm dificuldades para fazê-lo de maneira segura e profissional.

Para auxiliá-los nesse processo, separamos as melhores dicas sobre como elaborar um modelo de proposta para licitação! Confira a seguir.

O que é um modelo de proposta de licitação

A proposta de licitação é um documento elaborado e apresentado pela empresa com base nos requisitos e informações constantes do edital de licitação. Ela deve conter todos os detalhes do trabalho que será executado, informações financeiras, contábeis, jurídicas e técnicas da empresa, entre outros.

Além disso, devem ser apresentados de maneira pormenorizada todas as informações a respeito de valores e datas ligados ao serviço ou produto. Também é preciso indicar com detalhes alguns aspectos práticos do contrato de trabalho, para o caso da empresa ser selecionada na licitação.

A seguir, vamos explicar exatamente como elaborar uma proposta de licitação competitiva.

Confira o passo a passo para elaborar um modelo de proposta de licitação

1º Passo: apresentar as qualificações da empresa

Na primeira página da proposta de licitação, a empresa deve indicar todas as informações de endereçamento a seguir:

  • cidade e Estado;
  • data em que a proposta foi elaborada – pode ser diferente da data da licitação;
  • qual for o nome do Portal de Licitação que está promovendo a disputa;
  • direcionamento ao setor para o qual a proposta está sendo enviada;
  • número de referência do processo licitatório em questão;
  • data e hora de abertura da licitação.

A seguir, deve ser elaborada a parte introdutória da proposta de licitação. Nessa introdução, é fundamental informar os seguintes dados:

  • firma ou Razão Social da empresa;
  • endereço completo da sede empresarial;
  • número de CNPJ da empresa;
  • e-mail válido de contato do setor responsável pela proposta de licitação;
  • número de telefone/fax do setor correspondente;

O próximo ponto do passo de qualificação corresponde aos dados do representante legal da empresa que está enviando a proposta. Nesse momento, devem ser indicados:

  • nome completo do profissional que exerce a representação legal do negócio;
  • informação do cargo ou função desempenhada por esse indivíduo;
  • número de Registro Geral (RG) da Pessoa Física;
  • certificado de Pessoa Física (CPF) do representante legal.

A formalidade e profissionalismo são diferenciais no momento da seleção entre as empresas licitantes. Por isso, uma ótima dica é inserir todos esses dados de maneira bastante organizada na proposta e utilizar o papel timbrado da empresa no momento da impressão. 

2º Passo: descrever o objeto da proposta

A próxima etapa para elaborar um modelo de proposta de licitação é cuidar da descrição do objeto. Nesse momento, é necessário descrever de maneira detalhada como será o produto ou serviço que a empresa pretende oferecer.

É essencial cumprir esse item, uma vez que nele será possível identificar se a proposta atende ao objeto da licitação. Dessa forma, é plenamente possível e lícito copiar o texto contido no Projeto Básico ou Termo de Referência anexos à proposta em sua integralidade.

Afinal, é nessa etapa que será verificado e confirmado se o negócio tem condições de cumprir a prestação para com o Estado.

3º Passo: discriminar do produto ou serviço

No passo 3, cumpre ao agente que elaborar a proposta fazer uma descrição minuciosa do serviço que será oferecido ao poder público. Para isso, é preciso utilizar o Projeto Básico ou Termo de Referência como modelos.

Vale a pena usar e abusar da criatividade para oferecer informações que demonstrem a autenticidade do objeto prestado, sempre de maneira clara e objetiva.

4º Passo: informar o lugar de execução

Após inserir todas as informações acima, chega o momento de indicar no modelo de proposta de licitação qual será o lugar onde os serviços da empresa serão executados e prestados ao Estado.

Esse tipo de informação é uma cautela para a empresa, pois a protege contra desentendimentos futuros e possíveis questionamentos ao longo da execução contratual.

5º Passo: apontar os dados bancários da empresa

Em seguida, deve ser fornecido o número da conta bancária na qual o poder público fará pagamentos para a empresa privada durante a prestação do objeto, caso esta última seja selecionada na licitação.

É importante informar também o nome da instituição financeira, agência, número da conta e dados do titular.

check-list-documentos-licitação

6º Passo: indicar o prazo de validade da proposta

Aqui, é preciso indicar o período de tempo no qual a empresa mantêm a proposta como aberta para aceitação do poder público. É preciso se atentar ao edital, pois alguns deles exigem prazos mínimos de 60 a 90 dias para análise da proposta.

7º Passo: definir os valores

Chega o momento de apontar quais serão os valores mensais e anuais que o Estado deverá pagar à empresa, caso ela seja escolhida ao final do processo licitatório.

Esses montantes devem estar detalhados, assim como as condições para pagamento. Vale lembrar que todos os valores devem ser escritos por extenso, conforme os gastos que serão despendidos.

8º Passo: informar as cláusulas no contrato

Esse item varia de acordo com as exigências do edital de licitação. Algumas vezes, a minuta do contrato que será estabelecido já é informado nele, bastando apenas copiá-la.

O contrato contém os direitos e obrigações da empresa em face da Administração Pública. De qualquer forma, é sempre importante ficar atento a cláusulas restritivas de direitos, para que não haja ilegalidade durante a execução.

9º Passo: apresentar o prazo de duração do contrato

Nesse item, deve ser informado o prazo de duração do contrato que será firmado com o poder público. Geralmente, tal prazo é de 12 meses.

10º Passo: assinar e carimbar o documento

Finalmente, após elaborar todo o modelo de proposta de licitação, o responsável legal da empresa deverá assinar e carimbar o documento em nome da sociedade, indicando também o seu nome completo e cargo ou função. É fundamental que essa pessoa seja competente para praticar o ato.

11º Passo: adição dos Anexos

Em determinados casos, como nos processos licitatórios de fornecimento de serviço, é importante que a empresa adicione anexos à proposta de licitação contendo os detalhes sobre a prestação, prazos e sua frequência. Vale listar também quais serão os materiais e equipamentos utilizados futuramente para executar o serviço.

Saiba o e o que não pode faltar no modelo de proposta de licitação!

Após de cumprir todos os passos acima, a empresa licitante deverá conferir todo o documento para se assegurar que determinados detalhes não passaram despercebidos. Muitos negócios perdem licitações por terem elaborado propostas mal feitas ou incompletas.

Verifique se a proposta cumpre todas as exigências do edital e se adéqua ao objeto da prestação. Aproveite para conferir se ela também atende aos requisitos das leis de licitação aplicáveis ao caso. Fique atento, pois assim o sucesso do modelo de proposta para licitação estará muito mais próximo.

Quer saber mais sobre licitações? Siga nossas redes sociais e fique por dentro de todos os nossos conteúdos — estamos no Facebook, LinkedIn e Instagram.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.