Saiba como fazer negócios e aumentar a receita da sua empresa Saiba como fazer negócios e aumentar a receita da sua empresa
saibacomofazernegocioseaumentarareceitadasuaempresa

Saiba como fazer negócios e aumentar a receita da sua empresa

Nem sempre consta nos valores e missões de uma organização, mas o grande objetivo de qualquer empresa é a obtenção de lucro e, sempre que possível, aumentá-los. No 2º setor da economia, que representa a iniciativa privada, saber como fazer negócios é o que garante a sobrevivência de uma empresa e ganhos consistentes.

Um empreendimento financeiramente saudável permite a criação e manutenção de postos de trabalho, além da formação e distribuição de riquezas. As decisões empresariais devem ser norteadas pela busca de novas oportunidades para aumentar o faturamento, e diversas iniciativas nesse sentido podem ser adotadas.

Continue a leitura e veja as principais dicas de como fazer negócios e aumentar a receita de um empreendimento. Confira!

Foque em produtividade

Toda empresa tem uma atividade-fim, e é nela que deve estar focada a produtividade dos colaboradores. Organizações atuantes em áreas que demandam trabalhadores altamente especializados funcionam melhor com um quadro de funcionários fixos, pois as garantias legais funcionam como um atrativo para as melhores cabeças.

Ter uma esquipe subordinada é a melhor forma de ter um time afinado com o perfil e metas da empresa, pois possibilita o alinhamento entre liderança e equipe. Trabalhar com a motivação dos colaboradores é uma tarefa necessária para que a produtividade seja crescente, e isso é feito por meio do diálogo permanente entre líderes e colaboradores. Afinal, demandas simples, quando atendidas, podem resultar em grandes ganhos para uma equipe.

Caso seja pertinente a contratação de prestadores de serviço, como profissionais autônomos ou freelancers, opte em pagar pela tarefa a ser realizada, e não pelas horas gastas na realização do serviço. Nesse tipo de contratação, o pagamento por hora pode se transformar em um prêmio pela improdutividade, enquanto o pagamento por tarefa aumenta o compromisso com o prazo e serviço que será prestado e dá previsibilidade a uma despesa que pode ser significativa para o caixa da empresa.

Valorize o seu produto

Uma tendência gerada principalmente pelos negócios digitais é a possibilidade de oferecer produtos em grande escala e com baixo custo, a exemplo de cursos online que, uma vez gravados, ficam disponíveis na internet pelo tempo que aquele conteúdo for relevante para o público.

Embora envolva o custo com criação e gastos com plataformas digitais, trata-se de um produto intangível, que pode alcançar uma infinidade de pessoas sem gerar maiores custos para quem vende. Nesse exemplo, não haveria grande diferença para o dono de um conteúdo vendê-lo por um preço alto ou baixo, e isso pode ser um convite para promoções que comprometerão o valor do produto.

Isso porque caso o preço base seja R$ 300 reais e, em certa promoção o produto seja vendido por R$ 19,90, o público pode entender que talvez seja melhor esperar por outra promoção do que pagar pelo valor convencional. Isso ocasiona a perda do valor do produto, que deixa de ter liquidez em faixas de preço mais elevadas.

Tenha um estoque

O início de um negócio é o período que guarda maiores contradições para um empreendedor, pois quando ele mais precisa reaver o valor investido, é quando o custo para a manutenção do negócio é mais alto.

A razão é simples, sua clientela ainda está em formação e não é possível fazer a projeção de quanto insumo será necessário para atendê-la. Nesse momento, um estoque representa dinheiro parado, algo ruim para quem está em busca de criar um fluxo de caixa.

Mesmo quando o cenário for outro, ou seja, houver uma clientela formada e for possível criar um estoque, o mais recomendado é que ele seja mantido em níveis saudáveis, com maiores quantidades daqueles produtos mais demandados e impactam com maior força no faturamento do negócio e que jamais devem faltar.

A partir dessa lógica, será possível negociar preços melhores com seus fornecedores, além de prazos para entregas que se encaixem com o giro de mercadorias.

Atinja o seu público

Esperar que um empreendimento decole de forma espontânea é um risco que nenhum empreendedor deseja correr, e conseguir chegar ao público é uma forma de evitar tamanha apreensão. Primeiro, é necessário saber qual o perfil dos clientes almejados e, a partir desses resultados, criar estratégias para chegar até ele.

O marketing é um aliado válido para qualquer tipo de negócio e todo planejamento deve contemplá-lo, para que o negócio se faça presente no dia a dia das pessoas e para que elas recorram a ele sempre que houver necessidade.

Estimule a sua clientela

Gerar ou manter a fidelidade de um cliente é uma tarefa imprescindível, e pode gerar ganhos maiores e com um investimento menor do que o necessário para angariar um novo cliente.

Criar um cadastro de clientes e dar a eles descontos sobre determinados produtos, bem como oferecer vantagens aos que atingirem algum valor de consumação são estratégias para estimular a clientela a buscar o seu negócio e também para fidelizá-la.

Tão importante quanto a prospecção de novos clientes, é manter os antigos, e isso gera a natural preocupação com a satisfação da clientela. Faça pesquisas, busque saber se seus clientes indicariam o seu negócio para amigos e familiares, e busque melhorias que tornem o “sim” a resposta mais propensa.

Não se acomode

O mercado é muito dinâmico para que se possa praticar a máxima “em time que está ganhando, não se mexe”. Pode parecer um clichê mas, se acostumar a uma zona de conforto é o início do declínio de muitas empresas.

Buscar, utilizar e oferecer novidades é um diferencial que deve ser perseguido por toda empresa que deseja atuar de forma perene no mercado. A influência e novas possibilidades geradas pelos negócios digitais, por exemplo, deve estar no radar das organizações que podem utilizar a tecnologia a seu favor.

Empreender não é tarefa das mais fáceis, e demanda uma boa visão sobre as oportunidades existentes e o devido preparo de quem deseja se arriscar. Ter uma visão realista do mercado é uma forma de transformar ideias em possibilidades de negócios, lucrativas e que contribuem com a sociedade.

Agora que você sabe como fazer negócios, aproveite e compartilhe este blogpost com os seus contatos nas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.