7 dicas de como melhorar o fluxo de caixa da empresa
4dicasdecomomelhorarofluxodecaixadaempresa

7 dicas de como melhorar o fluxo de caixa da empresa

O fluxo de caixa da empresa é uma peça fundamental para que qualquer empreendimento seja bem-sucedido. Afinal, é a área responsável pelo controle de todas as operações financeiras realizadas — receitas, despesas fixas e variáveis, imprevistos, entre outros. Ou seja, trata-se de um procedimento que contribui para a análise equilibrada do panorama dos recursos financeiros que a companhia tem a seu dispor, bem como identifica onde esse dinheiro está sendo aplicado.

Por isso, quando bem administrado, o sistema gera lucros e proporciona vantagens competitivas para o crescimento da companhia. Afinal, os recursos são distribuídos com mais coerência, o que viabiliza um melhor planejamento de ações futuras.

Pensando nisso, elaboramos um post com 7 dicas para que você possa entender, de uma vez por todas, como aprimorar o monitoramento e fluxo das suas finanças. Siga a leitura e confira!

1- Crie incentivos para os clientes pagarem à vista

Um dos principais aspectos para se obter um fluxo de caixa eficiente é a rapidez da entrada de receitas. Por isso, quanto menor o intervalo entre a aquisição dos produtos e serviços e o seu respectivo pagamento pelo cliente, melhor é a capacidade da empresa para estruturar as suas finanças.

É importante ressaltar que vender nem sempre significa receber o dinheiro. Portanto, cuidado para não registrar uma venda no fluxo sem ter recebido o valor devido. Pois, é preciso receber o pagamento para que seja uma movimentação financeira.

Por isso, vale a pena planejar ações de incentivo que despertem nos clientes o interesse em realizar o pagamento total no ato da compra. Sendo assim, a oferta de descontos para o cliente que paga à vista pode ser uma boa ideia.

Afinal, com o fluxo de caixa da empresa adiantado, é possível criar expectativas e planejar de forma mais segura as metas futuras.

2- Prefira permuta a dinheiro

No caso de um imprevisto, a permuta consiste em uma alternativa que ajuda na redução de impactos imediatos ao caixa da organização. Pois, se surge uma necessidade urgente por determinado produto ou serviço, fazer essa aquisição por meio de uma troca evita o uso do capital da empresa com gastos não programados.

3- Negocie com os fornecedores

Uma boa relação com os fornecedores também é decisivo para um fluxo de caixa eficiente. Afinal, os gastos com insumos representam a base da sua atividade e, por isso, consomem uma boa parte do orçamento.

Assim sendo, o poder de negociação pode trazer resultados surpreendentes para o fluxo de caixa de uma empresa. Portanto, aumenta a competitividade necessária para que o empreendimento se posicione entre os melhores players do mercado.

Tenha em mente que um bom vendedor empenha-se bastante para não perder vendas. Dessa forma, pleitear descontos e condições favoráveis com seus fornecedores — que querem realizar uma venda — é uma excelente forma de impactar positivamente as finanças do seu negócio.

4- Tenha uma rotina de atualização do fluxo de caixa da empresa

Outro aspecto fundamental para um bom fluxo de caixa é manter a rotina dos seus registros atualizada. Portanto, o ideal para que não haja falhas é que o processo seja realizado diariamente ou que, pelo menos, seja feito em intervalos periódicos. Pois, é a regularidade desta operação que garante aos gestores a capacidade de direcionar melhor os seus recursos.

Ademais, contar com o auxílio de ferramentas tecnológicas vai agregar valor ao trabalho da equipe — maior agilidade e menor índice de erros. Lembrando que, dessa forma, a diretoria terá uma base de dados confiável para a tomada de decisões.

5- Divida o fluxo de caixa da empresa em categorias

O controle do fluxo de caixa da empresa é muito importante para compreender e analisar os gastos e ganhos do negócio, de forma que melhores decisões possam ser tomadas. Ou seja, tal controle financeiro permite enxergar gastos que podem ser reduzidos e formas de aumentar os ganhos.

Por isso, fazer um registro do fluxo de caixa apenas de “ganhos” e “despesas” não basta. Afinal, a falta de detalhamento impede que você enxergue com transparência a movimentação financeira do empreendimento e saiba como você está utilizando seus recursos.

Sendo assim, crie categorias que possibilitem que você entenda quais são os principais e diferentes gastos e rendas da empresa.

6- Tenha um bom gerenciamento de estoque

O controle do estoque é fundamental para a boa gestão do fluxo de caixa da empresa. Pois, ao saber o quê, quanto e quando é necessário para suprir o estoque e cumprir com sua demanda de produtos ou serviços, você entende melhor como fazer esse controle no seu fluxo de caixa.

Portanto, invista tempo e recursos para o bom gerenciamento do estoque do seu negócio. Pois, certamente, isso influenciará positivamente na movimentação financeira da empresa.

7- Contrate o Seguro Garantia Judicial

Empresas estão sujeitas a enfrentar ações judiciais, seja na esfera trabalhista, cível ou tributária. Sendo assim, o fluxo de caixa pode ser bastante comprometido, pois, nesses casos, a empresa deve realizar um depósito recursal.

O depósito recursal consiste em penhoras de bens ou fianças bancárias, por exemplo. Portanto, isso pode comprometer consideravelmente o fluxo de caixa da empresa e, consequentemente, afetar na competitividade do empreendimento no mercado.

Porém, existe uma alternativa que protege o fluxo de caixa e impede que a empresa sofra grandes consequências. O seguro garantia judicial é uma opção, amparada pela Lei, para substituição de penhoras e fianças bancárias.

Além das vantagens significativas para a movimentação financeira da empresa, o seguro garantia judicial também possui outras vantagens como agilidade na contratação, custo mais baixo em relação a demais alternativas, entre outros.

Nós da Multirisco somos especialistas em seguros e lhe proporcionamos uma solução ágil e transparente. Nós sabemos da importância do seu tempo e, por isso, por meio de uma metodologia tecnológica, evitamos burocracias e processos demorados.

Devido ao nosso compromisso com a transparência, lhe apresentamos, no mínimo, 6 opções de seguradoras. Além disso, nossos consultores possuem mais de 10 anos de experiência, portanto, vale a pena entrar em contato e conhecer a opção ideal de seguro para proteger o fluxo de caixa e manter sua empresa competitiva.

Dessa forma, ao seguir cada uma das 7 dicas apresentadas para você neste post, será possível realizar uma boa gestão do fluxo de caixa da empresa, evitando prejuízos e garantindo o lucro ao distribuir os recursos com coerência e melhor planejamento.

Quer ter acesso a outros conteúdos relevantes como este? Então curta nossa página no Facebook e mantenha-se atualizado sobre as melhores soluções para você e sua empresa!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.